Descubra como combinar seus revestimentos com as cores que são tendência

Weber - produtos quartzolit

Descubra como combinar seus revestimentos com as cores que são tendência  e estão sendo mais usadas neste ano.
 

As cores vêm ganhando espaço em diversos ambientes, não só em objetos, mas aparecem em tintas, revestimentos, rejuntes, e se tornam protagonistas quando o assunto é destacar ainda mais a beleza da casa. O momento é de fazer composições ousadas para criar efeitos que combinam cores e texturas, como no projeto ao lado, da arquiteta Talita Nogueira. A cozinha ganhou vida por conta dessa parceria do revestimento subway tiles na cor borgonha com o rejunte apenas alguns tons abaixo. A seguir, mostramos ideias de como usar a paleta de cores dos rejuntes quartzolit e acabamentos, como o cimento queimado, em diversas composições, com dicas que servem de inspiração para levar mais personalidade para sua casa. 
 

Tons naturais 

A gama dos azuis e verdes aproximam-se da natureza e promovem a sensação de frescor, sendo indicados para áreas externas e ambientes molhados. É uma tendência que volta com pitadas de ousadia, como neste projeto da MIS Arquitetura, que brinca com grandes peças hexagonais em dois tons de azul. A escolha do rejunte faz a diferença: se for similar ao tom das peças suaviza o ambiente, já os contrastes realçam a composição.
tons terrosos

Tons terrosos

No projeto ao lado, o designer de interiores Newton Lima trabalhou com ladrilho hidráulico em que os tons predominantes são os terrosos. Para quem gosta de ousar e evidenciar o revestimento, a paleta vai do laranja claro e coral até chegar aos vermelhos queimados e marrons. As dicas do designer são escolher a cor do rejunte pela cor predominante no
ladrilho e, o mais importante, não ter medo de errar

Tons neutros 

Os tons de bege, palha e suas nuances, que caminham até o amarelo, ajudam a trazer frescor para a decoração, são fáceis de combinar e agradam a maioria das pessoas, criando ambientes versáteis e suaves. O projeto do escritório MIS Arquitetura trabalhou ainda com a paginação escama de peixe, uma boa ideia para dar mais personalidade às cores e indicado para clarear e ampliar ambientes. 
 

Tons de cinza

Todas as graduações entre o branco e o preto trazem modernidade aos projetos e funcionam como um jogo de luz e sombra, valorizando e destacando o mobiliário. O escritório Due Arquitetura e Interiores optou por usar a madeira em tons claros para o contraste e eletrodomésticos em inox, que entram na paleta dos cinzas. Essas nuances são recomendadas para compor ambientes com um toque de sofisticação. As formas geométricas garantem um ambiente descontraído, principalmente quando trabalhadas em
bases neutras de cinza, branco e off-white, como na cozinha projetada pela arquiteta Viviane Friedemann. O destaque da composição entre o revestimento e o rejunte direciona nosso olhar para acompanhar os quadrados e triângulos da paginação. O rejunte funciona como moldura para os desenhos.

Texturas

A escolha do rejunte é muito importante quando se deseja um efeito específico. Suas diferentes texturas levam a resultados distintos nos projetos: há produtos que conferem mais brilho e outros, um acabamento mais rústico para o revestimento. O efeito também muda conforme a cor do rejunte escolhido.

Efeito cimento queimado

Cada vez mais presente no decor brasileiro, esse é um efeito que valoriza a paleta cinza, muito presente no estilo industrial, e que engloba não só o cimento, mas também o concreto aparente. O estilo ganha força entre os que gostam de imprimir mais personalidade aos ambientes, como nestes projetados por Carolina Haddad. O cimento queimado quartzolit tem seis cores, incluindo quatro tons de cinza. 
 

Gostou do conteúdo e quer saber mais? Então fique ligado nos nossos canais e não perca as novidades e lançamentos!

Por Cíntia Marcucci

Fotos: 
EDUARDO MACARIOS, @macarios
RAFAEL RENZO, @rafaelrenzo_fotografo
EVELYN MULLER, @evelynmullerfotos
MARCHI ESTÚDIO, @marchiestudio
MARIANA ORSI, @marianaorsifotografia