Embalagens mais sustentáveis dos impermeabilizantes Quartzolit

Quartzolit

Pioneirismo sustentável: a Quartzolit é a primeira empresa a ter uma linha completa de impermeabilizantes com embalagens mais sustentáveis. Leia para saber mais!

Conheça as novas embalagens dos impermeabilizantes Quartzolit®

A Quartzolit é a primeira marca no Brasil a ter uma linha completa de impermeabilizantes com embalagens mais sustentáveis. Mudança que reduz a emissão de CO2 no processo de produção e dá um novo propósito a algo que seria mais um resíduo descartado. 

Essa ação vai de encontro a nossa meta para 2030, que é tornar as nossas embalagens completamente recicláveis, com 30% de conteúdo reciclado ou de origem renovável em sua composição. Essa é um passo fundamental para atingirmos o nosso propósito de construir um futuro mais leve e sustentável para todos.

A poluição e a degradação estão afetando o planeta cada vez mais, resultando em desastres climáticos, piora na qualidade de vida humana, escassez de recursos, extinção de determinadas espécies, aumento do nível do mar, entre outras consequências preocupantes. Portanto, não podemos ficar parados diante deste cenário, é preciso agir o quanto antes, e em conjunto, para preservar o meio ambiente e reduzir os danos.

Continue lendo para saber mais!

 

Por que mudamos as embalagens da Quartzolit?

Toda a linha de impermeabilizantes Quartzolit® está de cara nova, resultando em 3 tipos de embalagens. Agora, nossos baldes são feitos de material 100% reciclado, o PCR (resina pós-consumo). Já os frascos e bombonas são produzidos de material 30% reutilizado. Todos eles são pretos devido a mistura das substâncias utilizadas, mas a qualidade do produto se mantém a mesma que você já está acostumado. Além disso, fizemos diversos testes para comprovar que o balde continua sendo resistente e não perde a cor no sol. 

Por fim, as caixas dos produtos são 100% recicláveis, ou seja, elas possuem potencial para serem recicladas em algum momento do ciclo de vida.

Fizemos essa alteração, pois o nosso compromisso com a sustentabilidade é muito sério e buscamos reduzir o máximo possível o impacto negativo da construção civil. Afinal, uma estimativa do Ministério das Cidades aponta que os resíduos de construção e demolição representem de 51% a 70%, ou seja, a maior parte, dos sólidos urbanos que prejudicam o meio ambiente.

De acordo com uma pesquisa da Abrecon (Associação Brasileira para Reciclagem de Resíduos da Construção Civil e Demolição), todo ano o setor gera milhões de toneladas. Para onde vai todo esse lixo? Pensar em maneiras de reduzir o impacto disso no planeta é uma questão de urgência. 

Por outro lado, em comparação a outros países, somos um dos que mais investe em obras sustentáveis no mundo, segundo o ranking mundial do Green Building Council Brasil (CBC). Ou seja, há muito trabalho pela frente, mas estamos no caminho certo. Precisamos continuar nessa empreitada e, uma das ações da Quartzolit perante a isso, é a alteração em nossos baldes, frascos, bombonas e caixas para materiais mais sustentáveis. 

Mas não é só isso, saiba mais sobre nossas iniciativas no portal Construir o Amanhã!

 

Embalagens mais sustentáveis

Utilizar embalagens mais sustentáveis  é uma medida que está crescendo em diversos segmentos e isso é um reflexo da mudança no comportamento dos consumidores. Cada vez mais a sociedade está em busca de soluções que priorizam a preservação do meio ambiente. 

Não é apenas uma tendência, ou uma moda passageira, mas sim um fator determinante para as pessoas na hora de comprar ou não algum produto. Inclusive, pesquisas da CNI (Confederação Nacional da Indústria) apontam que os brasileiros levam muito em consideração a sustentabilidade antes de tomar uma decisão. 

Portanto, se você tem uma loja de materiais de construção, ofereça para seus clientes soluções como as embalagens sustentáveis dos impermeabilizantes da Quartzolit. Além de ser a melhor opção para a obra, é a mais adequada para o meio ambiente. Seja você um consumidor final ou o pedreiro, utilizar esses produtos é uma forma mais ecológica e consciente de fazer uma construção.