5 dicas para planejar uma obra residencial sem sofrimento

Weber - produtos quartzolit - argamassas e impermeabilizantes

Para você reforma é sinônimo de trabalho, prejuízo e dor de cabeça? Pois um bom Planejamento de obra pode dar fim aos seus medos, resultando em beleza, ordem e economia. Em resumo: casa renovada e sonho realizado. Confira dicas eficazes para que você aprenda como planejar uma obra residencial e afastar de vez a ansiedade da transformação!

Saiba mais sobre Planejamento baixando o e-book  especial "Planejando Sua Obra".

1. Na ponta do lápis

A primeira das etapas de uma construção residencial inclui fazer estimativas: o que será reformado, qual o tempo de obra pretendido, qual a verba para a reforma, serviços e materiais. Tendo em mente esses pontos, liste cada item a ser realizado e os profissionais a serem contratados, estimando os custos e prazos de entrega dos produtos e da mão de obra. Adicione 10% ao valor para os gastos extras!
 

Nessa etapa você deve elaborar contratos com os profissionais, você pode encontrar um pedreiro facilmente com a ferramenta Encontre Pedreiro quartzolit, lá você encontra o profissional, entra em contato e ainda pode fazer a avaliação do serviço executado, criar um painel visual com as cores e revestimentos preferidos, considerar os valores de fretes e definir a melhor data e forma de pagamento para as compras de materiais. Se for uma reforma em apartamento, veja o que diz a legislação em caso de obras e quais são as normas do seu condomínio. Em geral é preciso um laudo emitido por um engenheiro ou arquiteto para ser entregue ao síndico. Comunique a ele o tipo de obra e sua duração estimada.

2. A planilha de orçamento de obra

A lista de custos serve para evitar aborrecimentos e economizar onde for possível. O ideal é relacionar todos os gastos, incluindo desde a remoção de entulhos até a limpeza pós-obra. Itens de acabamento e decoração, metais e iluminação também devem ser estimados, com um cálculo preciso das quantidades dos diversos materiais.

 

Com a planilha, é mais fácil planejar uma obra residencial e organizar o orçamento. Quanto mais realista ele for, mais controle você terá sobre a reforma, os serviços e os trabalhos, além de negociar com mais certeza e ponderar quais passos são urgentes e quais poderão ser deixados para o futuro.

Baixe um modelo planilha aqui

3. Crie um cronograma de obra

Um calendário bem estruturado é o seu principal aliado na administração das etapas de uma obra residencial. Elabore-o com base nos prazos definidos em contrato, estimativa dos fornecedores e entrega dos produtos, eliminando os finais de semana e feriados. Para que os funcionários se comprometam, deixe o cronograma exposto de forma clara no local.

Baixe um modelo cronograma aqui.

4. Cuidado na escolha dos fornecedores!

A melhor maneira de contratar os profissionais  responsáveis pelos serviços é conhecendo-os. Busque referências, converse com clientes sobre suas experiências, visite obras prontas e deixe bem claro para eles seus desejos, suas necessidades e pretensões. Jamais pague integralmente seus fornecedores antes da entrega! Quanto aos produtos, opte por marcas conceituadas.  adquiridas de lojas e fornecedores que oferecem a possibilidade de troca e ofereçam suporte técnico.

5. Como planejar uma obra residencial com técnicas “Faça Você Mesmo”

Muito se fala em dicas de obras e reformas do tipo “Faça Você Mesmo”. Elas são boas pedidas para quem quer economizar e personalizar o lar. Nesse caso, faça somente aquilo de que tenha total domínio, deixando o DIY (Do It Yourself - traduzido para "Faça Você Mesmo") para o acabamento e a decoração. Reformas exigem conhecimento técnico e profissionais especializados.

 

Está mais tranquilo depois de nossas sugestões sobre como planejar uma obra residencial? Agora, basta se organizar, tirar do papel aquela reforma tão esperada e dar um up no seu cantinho. E fique atento: em breve lançaremos uma série com guias completos e exclusivos sobre o assunto!